terça-feira, 29 de setembro de 2015

Desafio de Leitura 2015 - Setembro


Olá, galerinha bonita e cheirosa! Como vão vocês?

Como vocês devem saber ou não, no mês de AGOSTO eu completei o Desafio de Leitura 2015  (ノ◕ヮ◕)ノ*:・゚✧

*todos comemora**sons de cornetas celestiais**aplausos estilo Programa Silvio Santos* !!!!!!!!!!! (ノ◕ヮ◕)ノ*:・゚✧

Como todos os itens do Desafio forma cumpridos, eu poderia não fazer mais postagens sobre ele, certo? ERRADO! Uma das partes mais divertidas era justamente falar dos livros que li no mês e reclamar sobre a vida, o universo e tudo o mais, então vou continuar fazendo isso por que eu só sei reclamar mesmo (a quem eu quero enganar?).

Não vou colar a lista de desafios aqui, pois já cumpri todos de qualquer forma então what is the point? Se você quiser ver a lista completa dos desafios e os livros que li para completá-los, clique aqui õ/

Dito isso, vamos aos LIVROS LIDOS EM SETEMBRO DE 2015:

As Vantagens de Ser Invisível O Lírio Dourado O Feitiço Azul
Vivian Contra o Apocalipse Clube da Luta Mentirosos
10 Anos com Mafalda

Esse foi um mês em que eu consegui ler mais. Pretendo fazer um post em breve atualizando vocês sobre meus problemas e motivos pelos quais estou relapsa com as leituras e com o blog. Enfim, eu consegui ler sete livros, todos eles pequenos ou de fácil leitura, mas consegui e é isso que importa õ/

O primeiro livro que eu li no mês foi, na verdade, uma releitura. Já li As Vantagens de ser Invisível umas cinco vezes pelo menos. É um livro super curto, já decorei metade dele e minha meta de vida é decorá-lo todo antes de eu fazer 60 anos. Enfim, como eu dizia, reli este livro pois ele sempre me dá uma sensação de conforto. Nunca me identifiquei tanto com um personagem como me identifico com o Charlie, e ler a história dele sempre me deixa mais feliz.

Depois li O Lírio Dourado e O Feitiço Azul, segundo e terceiro livros da série Bloodlines, spin-off de Academia de Vampiros. A pesar de serem livros adolescentes, eu AMO DEMAIS ESSES LIVROS POIS ELES SÃO FANTÁSTICOS. Um dia vou fazer um post elogiando a série e todos vocês irão querer ler. Eu comprei Coração Ardente (minha leitura atual) e Sombras Prateadas, só falta O Círculo Rubi (preciso loucamente comprar para poder terminar de ler a série, preciso saber como acaba).

Li em seguida Vivian Contra o Apocalipse. Por favor, peço que formule um pensamento sobre o que você acha que o livro é sobre. Formulou? Esqueça esse pensamento e leia minha resenha sobre este livro, caia para trás e depois vá comprar e ler imediatamente.

Em seguida, finalmente terminei de ler Clube da Luta. Não vou comentar muito sobre o livro pois ou você já leu ou já assistiu o filme, só queria dizer que eu desisti do livro duas vezes antes de tomar vergonha na cara e terminar de vez. Sinceramente? O início do livro é chato e arrastado, meio sem sentido, eu só fui gostar do livro do meio pro final. Gostei bastante do livro, é verdade, mas que começo chato, Jesus T.T

Depois li Mentirosos. Não vou falar NADA sobre o enredo pois seria spoiler. Só digo que o livro é espetacular, lacrante e VOCÊ DEVIA IR LER AGORA MESMO POR QUE O FINAL É DE CAIR O C* DA BUNDA (desculpa a expressão mas é verdade) (fui parar no hospital).

Por último, li um livro que reúne várias tirinha da Mafalda. Já tinha lido grande parte das tirinhas pois, afinal, eu fiz o Ensino Médio (haha, vai falar que nunca caiu tirinha da Mafalda nas suas provas? Caiu sim que eu sei). O livro é bem legal, a pesar de eu ter achado umas tirinhas meio machistas do Quino... Mas enfim.

Essas foram as minhas LEITURAS DE SETEMBRO! E aí, pessoas, já conheciam alguns dos livros mencionados? Já leram? Pretendem ler algum? ME CONTEM VOSSAS OPINIÕES!

Beijos, e até o próximo post õ/

Vocês viram a SUPER LUA DE SANGUE EM UM FUCKING ECLIPSE? Foi loko.

domingo, 13 de setembro de 2015

Vivian Contra o Apocalipse, de Katie Coyle

Vivian Contra o ApocalipseAutora: Katie Coyle
Editora: Agir Now
É bom?: ★★★
Páginas: 280

Sinopse: Vivian Apple tem 17 anos e mal pode esperar pelo fatídico “Arrebatamento” — ou melhor, mal pode esperar para que ele não aconteça. Seus devotos pais foram escravizados pela Igreja faz tempo demais, e ela está ansiosa para que voltem ao normal. O problema é que, quando Vivian chega em casa no dia seguinte ao suposto Arrebatamento, seus pais sumiram e tudo o que restou foram dois buracos no teto…

Vivian está determinada a seguir vivendo normalmente, mas quando começa a suspeitar que seus pais ainda podem estar vivos, ela percebe que precisa descobrir a verdade. Junto com Harp, sua melhor amiga, Peter, um garoto misterioso que tem os olhos mais azuis do mundo e informações sobre o verdadeiro paradeiros dos seguidores da Igreja (ou é o que ele diz), e Edie, uma Crente que foi “deixada para trás”, os quatro embarcam em uma road trip pelos Estados Unidos. Mas, depois de atravessar quilômetros de eventos climáticos bizarros, gangues de Crentes vingativos e um estranho grupo de adolescentes auto-intitulados os “Novos Órfãos”, Viv logo vai perceber que o Arrebatamento foi só o começo.

Tenho uma história de amor linda com o blog Nem Um Pouco Épico. Tudo, absolutamente TUDO o que o pessoal de lá recomenda é bom. Há vários filmes, séries e livros que eu só assisti e li por que eles recomendaram. Um dos casos mais importantes para mim, eu diria, é o seriado Castle, pelo qual sou apaixonada e que só conheci por que eles fizeram um post recomendando. E recentemente eu vi eles recomendarem este livro, e logo pensei:

“Mas este livro aparenta ser tão bobo-adolescente-fútil-chato, será que vale mesmo a pena ler tal obra?”

Sim, eu sou uma pessoa terrivelmente e cronicamente besta, que julga livros pela capa (literalmente, só livros). Enfim, a questão é que cerca de dois dias depois eu vi este livro por R$7 na Submarino e pensei: 

“Preciso comprar essa goiaba e entender o que viram de tão especial nesse livro”.


Eis que eu estou de boas, numa tediosa quinta-feira, trabalhando na loja dos meus pais. Meu pai então chega a mim e me pede para ir ao banco fazer um depósito e, chegando lá, a fila está gigantesca. Pego meu livro “O Feitiço Azul” (da Richelle Mead, oh glória!), começo a ler e, mesmo faltando mais de cem páginas eu logo (uma hora depois) termino o livro. Volto para a loja desapontada, pois vou passar o resto do dia sem nada para ler, quando a caixa linda e brilhante e cheirosa da Submarino chega! De todos os livros que eu comprei, decidi ler Vivian Contra o Apocalipse por pura curiosidade, e por que se fosse ruim eu poderia começar outro no dia seguinte.

MAS MEU, NÃO, ESSE LIVRO NÃO É RUIM, ELE É O OPOSTO DE RUIM!

Não vou me alongar na história (a menina está descrente que o Arrebatamento vá realmente acontecer, mas daí ele acontece e ela fica órfã e sai pelos EUA com alguns amigos procurando por respostas), por que acho que qualquer informação que eu dê sobre o que acontece no roteiro além do que está na sinopse será spoiler e vai estragar sua leitura (sério, toda página acontece uma coisa nova que muda a perspectiva de tudo, não quero estragar isso para você). Ao invés disso, vou ressaltar alguns pontos que me fizeram gostar do livro e estar aqui, quase seis horas no domingo, escrevendo esta resenha ao invés de estar dormindo:


POCs, muitos POCS!: POC, People of Color, é um termo usado fora do Brasil para falar de personagens em livros, filmes e seriados que não são o padrão de brancos católicos etc. que a gente vê por aí. Vários personagens da história são de diferentes etnias. Harp, melhor amiga de Vivian, é indo-americana (descendente de indianos), Edie é descente de nativos americanos etc.

Amizade entre garotas: Odeio ler livros em que a personagem principal é uma menina tonta sem amigas que vive em função de um garoto ou do namorado. Adorei ver que Vivian tem uma amizade forte com Harp. Não apenas isso, não é uma amizade fofa cheia de flores, mas sim uma amizade que é quase como se elas fossem irmãs. Elas brigam, se preocupam uma com a outra e tentar ajudar uma a outra a todo momento. É tipo Dean e Sam Winchester, só que elas não são irmãs.

AH, AS SÁTIRAS DE HUMOR NEGRO!:  Na verdade, o livro não tem humor negro pejorativo, ele é meio que o OPOSTO disso! Se você conhece as tretas que existem no mundo dos comediantes, vai entender que existem muitos stand-up comedians que tem o show basicamente baseado em humilhar minorias, seja negros, pardos, latinos, asiáticos, membros da comunidade LGBT+, pessoas com deficiência, de religiões que não a católica ou evangélica etc. O livro faz piadas de humor negro exatamente CONTRA os católicos preconceituosos, contra os capacitistas, contra os brancos que odeiam POCs (racistas, Nath), contra todos esses babacas que estamos cansados de ver. Isso não é incrível? É, sim.

Crítica ao fundamentalismo religioso e à religião organizada: Cara, esse livro é uma mina de ouro no quesito de críticas políticas ao preconceito em geral. Mas acredito que, por se tratar de uma história que se passa no Apocalipse, o mais forte no livro é o alto teor de críticas religiosas. Sério, você tem uma protagonista que NÃO é atéiam mas que consegue ver tudo o que tem de errado com os líderes religiosos que fazem lavagens cerebrais enormes em seus fiéis em nome do corporativismo.

Tradução perfeita!: Sério, não li o original em inglês, mas tenho CERTEZA que a pessoa que traduziu este livro (Flora Pinheiro, acabei de olhar) fez um trabalho FANTÁSTICO traduzindo memes (bros before hos, sério? HUSUAHSUA)  e os adaptando (Crentelhos? SING ME IN!) ao português.

O livro NÃO É ofensivo, a não ser que você seja babaca: Cara, você só vai se sentir ofendido pelas piadas do livro se você fizer parte do grupo “crentelho” chato, homofóbico, racista, elitista, machista, etc. Por que o livro é um tapa na cara da sociedade nesse ponto, ele mostra tudo o que tem de errado, só que em forma de sátira, então é hilário, e não ofensivo. Vide a "parábola do Starbucks" :p

 

Enfim, não vou me alongar mais nessa resenha, pois acredito que já ficou enorme, só vou dizer que esse livro é ÉPICO e eu mal posso esperar pelo próximo, que acredito que fecha a duologia (será que são apenas dois? Fica o mistério).

Espero que tenham gostado do post e tenham curiosidade para ler este livro! Beijos e até a próxima :*

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

La Caixita #43


Olá, galera bonita e cheirosa! Tudo bom com vocês?

Hoje lhes trago mais uma edição da La Caixita! Estou tentando comprar menos livros ultimamente, tanto por que eu não tenho dinheiro e por que eu estou com livros demais para ler, e tá na hora de diminuir. Eu não aprendo mesmo, ao invés de ler os livros que eu tenho eu fico relendo livros antigos meu :p

Já faz mais de um mês que não vemos uma La Caixita, então VAMOS AOS LIVROS! õ//


 Mentirosos eu troquei pelo skoob plus. TODOS OS DIAS eu vejo a galera no meu tumblr e facebook falando que esse livro é espetacular, que o final é surpreendente e etc, então eu decidi colocar minhas mãos nesse livro para saber logo o que acontece nessa história. Será minha próxima leitura!

O Espadachim de Carvão é um livro nacional, escrito pelo divo Affonso Solano. Ele aparece de vez em quando no Nerdcast e tem um podcast dele, o Matando Robôs Gigantes. Eu tenho uma curiosidade imensa para ler este livro, espero que seja tão incrível quanto parece. E é sempre bom ler livros nacionais, certo? *-*

Sou fã de carteirinha do Douglas Adams, quero ser ele quando crescer e nada mais justo do que eu ler toda a obra dele, certo? Por isso comprei Agência de Investigações Holísticas Dirk Gently. Espero que este livro seja legal, mas como é do Douglas provavelmente será, sim. 


Semana passada a Submarino estava com uma promoção maravilhosa de livros por R$10, então é claro que eu aproveitei. Comprei O Espadachim de Carvão e Agência de Investigações Holísticas Dirk Gently nessa promoção, além de 10 Anos com Mafalda e Vivian Contra o Apocalipse.

10 Anos com Mafalda é uma coletânea de tirinhas do Quino envolvendo Mafalda e seu universo. Todo mundo conhece ela, certo? Como eu serei professora de português, nada mais justo do que eu ter um livro inteiro com tirinhas da Mafalda para usar nas minhas provas :p


O livro da Mafalda é bem grande, como se fosse uma daquelas Graphic Novels bonitas. Ele não tem orelhas e não é capa dura, mas o papel é de ótima qualidade. A impressão das tirinhas ficou ótima. Eu amei o livro!

Enfim, Vivian Contra  Apocalipse foi um livro que conheci no Nem Um Pouco Épico, e fiquei morrendo de vontade de ler. Como vi por R$10 na Submarino, óbvio que eu comprei! Já comecei a ler e já adianto que O LIVRO PROVAVELMENTE NÃO É O QUE VOCÊ IMAGINA E É INCRÍVEL. Estou curtindo muito *-*



Comprei essa caixa com a obra COMPLETA de Sir Arthur Conan Doyle envolvendo Sir Sherlock Holmes. Eu amo Sherlock Holmes, já tenho um livro em inglês com todas as histórias mas precisava de uma edição em português, e pretendo começar a ler logo. Eu já li os quatro romances envolvendo Sherlock e alguns contos, dessa vez lerei tudo de cabo a rabo :p

Comprei a caixa por R$89 na Amazon Brasil e pretendo comprar mais livros lá, a entrega deles é ótima, sério, nunca que eu imaginei comprar um box de livros que viesse bem conservado! Fora isso, a edição está maravilhosa. A caixa é bem resistente e os livros cabem nela sem ficarem apertados. Os livros são grandes, um pouco maiores que um livro normal. Tem capa dura, fita para marcar páginas, as páginas são amarelas e a diagramação é limpa e impecável. Estou apaixonada por estes livros e não me canso de olhar para eles!


Quanto estilo!


Quanta beleza!


Capa dura <3


Estes foram os livros que chegaram para mim desde o finzinho de julho até essa semana! Consegui juntar vários livros, e estou lentamente retornando ao ritmo de leitura que eu tinha antes. Mal posso esperar para devorar todas essas lindezas! *-*

É isso por hoje, galerinha! Espero que tenham gostado do post. Já conhecem esses livros? O que acharam? Gostam da Mafalda? :p

Beijos e até a próxima õ/

sábado, 5 de setembro de 2015

AOHARAIDO - Ao Haru Ride



Olá, seus lindos! Como vocês estão?

Hoje venho aqui falar de mais um anime/mangá shoujo (já falei de Kamigami no Asobi e Ookami Shoujo to Kuro Ouji). Aoharaido é uma história que tem feito muito sucesso no Japão e agora que o mangá chegou no Brasil acho super pertinente falar um pouco sobre ele!

Então, o nome do anime/mangá é Ao Haru Ride (Blue Spring Ride, ou Cavalgada da Primavera Azul, sei lá, esse nome não faz sentido nem em japonês, inglês ou português), mas foi apelidado pelos fãs como Aoharaido  (ノ◕ヮ◕)ノ*:・゚✧

Aoharaido conta a história de Futaba Yoshioka, uma garota que está prestes a começar o ensino médio. Ela é uma garota muito fofa e que viveu isolada das demais garotas por muito tempo, por que as meninas tinham inveja dela por ganhar atenção dos garotos. Ela decide então ser uma garota meio "vulgar", comendo igual um monstro, fazendo coisas nada atraentes, tudo para não atrair a atenção masculina e assim conseguir fazer amigas. E isso dá certo por um tempo.

Ao mesmo tempo em que ela começa a reparar como suas amizades são superficiais ela descobre que um garoto pelo qual ela era apaixonada quando criança, Kou Tanaka, voltou a morar na cidade dela e está estudando na mesma sala que ela! No entanto, ele mudou muito. Está mais velho, mais atraente e agora tem até outro nome: Kou Mabuchi. 

Futaba faz de tudo para se aproximar de Kou, mas ele é super defensivo e parece determinado a impedir que qualquer laço de amizade ressurja entre eles. Mas é quando Futaba descobre que algo trágico aconteceu na vida dele que tudo começa a fazer sentido e ela arranja uma forma de redesenhar seu caminho em direção ao coração de Kou.


A história de Aoharaido é LINDA é muito fofa! Eu comecei lendo o mangá, depois de ter assistido o primeiro episódio do anime e achado legal. O mangá é incrível, o traço da autora é lindo e a forma como ela desenvolve sua história é cheio de suspense, comédia e muito romance. Aoharaido é o tipo de história que te deixa meio apaixonado, mesmo sem ser por ninguém. Não sei explicar, é como se te deixasse no clima para romance!

Outro ponto forte da história são os personagens! Não só a Futaba e o Kou tem arcos interessantes, os demais personagens também tem!


Futaba Yoshioka é a personagem principal da história. Ela é uma garota fofa, engraçadinha, inteligente e sonhadora. Mas ela não é uma típica garota bobinha, sem grande personalidade. Na verdade, ela é muito entusiasmada, tem um forte senso de justiça (sempre querendo ajudar os outros) e também é uma ótima líder.

Futaba é uma garota extremamente apaixonada pela vida, um pouco dramática, mas de personalidade forte!


Kou é um personagem misterioso e interessante. Algo aconteceu com ele desde que ele e Futaba eram crianças e tinham uma paixonite um pelo outro. Ele se tornou um tanto quanto distante e frio, e Futaba quer muito entender o que pode ter acontecido de tão ruim a ele.

Gosto muito, muito mesmo do Kou. Ele é uma personagem cheia de nuances e a gente nunca sabe exatamente no que ele está pensando, e tem umas coisas que ele faz no mangá que te deixam de cabelo em pé de tão malucas. Ele também tem um irmão mais velho que é professor na escola onde eles estudam, e que é um personagem importante.



(Makita, Murao, Kominato e Tanaka Sensei)

Makita, Murao e Kominato são amigos de Futaba e Kou. Makita sofria o mesmo problema que Futaba quando mais jovem: por ser bonitinha e fofinha, as demais garotas tinham inveja dela, falavam mal dela e ninguém queria ser amiga dela. Depois de ver as demais garotas tratando Makita mal, Futaba fica de saco cheio de suas amizades falsas e decide ser amiga de Makita. Murao é uma garota bastante introvertida, que tem uma paixonite pelo professor deles (sim, o irmão do Kou) (no Japão o negócio de pedofilia e relação entre alunos e professores é bem tenso, então é pior do que você tá imaginando). 

Kominato é amigo do Kou. Ele tem um arco espetacular que você nem imagina quando começa a ler, mas não quero dar spoilers. Ele é um personagem bem engraçado, é o alívio cômico da história. Ele é melhor amigo do Kou e tem uma paixonite pela Murao.

 

Outro personagem que vale mencionar é o Touma Kikuchi. Ele faz uma rápida aparição no anime (pois o anime só cobre alguns volumes do mangá, já que vai ter segunda temporada) mas é muito importante no mangá. Depois de conhecer Futaba numa situação embaraçosa, ele se apaixona completamente por ela e começa a fazer de tudo para conquistá-la. É claro que isso vai abalar drasticamente a relação Futaba-Kou (mas nós queremos ver o circo pegar fogo, não é mesmo?).


Não vou me prolongar muito nesse post, pois acho que você deve ler o mangá ou assistir o anime por conta própria e tirar suas conclusões. Só adianto que a história é linda, emocionante e vai te deixar num estado de mesmerização absurdo. Sério, você vai ficar muito romântico. Mesmo :p hehehe :3

Se quiser adicionar os mangás no seu skoob, clique aqui!

Se quiser assistir o anime, clique aqui õ/

Lembrando que o mangá está á venda no Brasil, você pode comprar clicando aqui ;)


Acima deixo a abertura do anime, para quem estiver interessado! Lembrando que tem live action (sim!), e quem quiser assistir o trailer, está aqui também õ/



É isso por hoje, galera! Se interessaram pelo anime/mangá? Pelo live action, talvez? (eu tô apaixonada pelo trailer, mal vejo a hora de assistir *-*). Comentem ;)