terça-feira, 28 de maio de 2013

Sobre depressão, Suicide Room e como esse mundo é horrível

"Esse ano eu desejei estar morto, E todos eles bateram palmas sem saber."
Aviso: Por favor, leia tudo e reflita antes de deixar um comentário.

Oi galerinha, tudo bom?
Eu espero que sim, por que eu estou péssima. E, sim, eu sou uma daquelas pessoas-horríveis-e-que-não-sabem-o-que-falam que acham que o mundo está perdido.
Acho que pouca gente realmente entende a depressão, a automutilação, a bulimia, entre outros problemas. 
Dói muito - pelo menos para mim - ouvir alguém ridicularizando um garoto que se corta por que não consegue ser bom o bastante, uma menina que não consegue comer por que tem nojo de si mesma - e o pior - uma pessoa falando mal de alguém que cometeu suicídio.
O que é tristeza e o que a diferencia da depressão? Eu certamente não sou a melhor pessoa para falar disso, e por esse motivo não vou me aprofundar no assunto.
Mas, ao meu ver, a tristeza é um estado de espírito de alguém que se sente mal com algo ou consigo mesmo temporariamente. A tristeza sempre tem um motivo (a morte de alguém, a perda de algo importante, etc.). 
A tristeza trazida pela depressão nunca tem um motivo. Você está triste, você se odeia, você se sente horrível, queimando por dentro, mas não consegue achar um motivo para isso. Depressão é quando você não consegue ser feliz. E, às vezes, você nem mesmo quer mais ser feliz.

"Bom Nath, como você pode saber disso?"
Eu tenho a depressão. Passei a vida inteira com medo de que as pessoas me julgassem mal, falando que isso é falta de louça para lavar/chinelada/vergonha na cara, mas eu estou aqui justamente para falar disso, então não importa mais.
Eu passei minha vida toda me sentindo horrível. As pessoas sempre me compararam a outras, e isso me destrói por dentro a cada segundo que passa. Nem sempre é por mal, mas isso não munda o que eu sinto por dentro. Outra coisa que eu não suporto (um minuto da sua atenção, leitor: esse "suporto" não está com o sentido de "eu odeio isso", mas sim de "não aguento/consigo viver com isso. Segue o texto) é quando me dizem que eu copio/quero ser/só faço o que os outros são. Ouvir esse tipo de insinuação é a pior coisa do mundo para mim. EU TENHO PENSAMENTO PRÓPRIO, EU POSSO TOMAR MINHAS PRÓPRIAS DECISÕES! Sempre que eu penso nisso eu não consigo parar de chorar, então sinto muito se este texto não fizer muito sentido.


A questão é que agora há pouco eu estava no Facebook (aquela rede social maldita que eu a cada dia penso mais seriamente ainda em abandonar) e uma página que adora falar mal e promover ódio contra pessoas gordas/que se cortam/são feias/etc. postou uma imagem mais ou menos assim:
-> Uma garota tinha escrito o nome de uma banda que gosta no pulso com um gilete (sim, ela cortou o nome da banda no braço, para deixar isso bem mais claro);
-> O dono da página escreveu uma descrição maldosa;
-> Mais de dez mil pessoas comentaram (os comentários que eu li - obviamente não li tudo - eram TODOS sobre como a garota era uma idiota, como não merecia viver, como merecia apanhar dos pais, que devia ser exorcizada, que isso não é coisa de Deus, etc).

"Estou vivendo, lentamente sangrando"

Sério gente, em que mundo vivemos? Que diabo de lugar é esse? Me desculpem, mas pelo que vi este não é o tipo de lugar onde quero viver.
Não sei se vocês já ouviram falar no termo Att Seeker, então vou explicá-lo. Literalmente, Att Seeker é um adjetivo atribuído a pessoas que procuram por atenção a qualquer custo, de boas formas e de formas horríveis.
Muitas pessoas que se cortam recebem este adjetivo. Como se estivessem retaliando o próprio corpo numa forma de gritarem "Olhe para mim! Eu tenho depressão! Venha me consolar! Tenha pena de mim!".
Se existem duas coisas que eu odeio são hipocrisia e generalização. Então não vamos ser hipócritas: tem sim muitos adolescentes que se cortam, tiram uma foto e postam nas redes sociais esperando exatamente por este tipo de reação. Mas também não vamos generalizar: nem todo mundo que se corta faz isso. Na verdade, poucas pessoas que se cortam fazem isso. Quem tem depressão tende a guardar isso para si mesmo.
E mesmo se a pessoa tira uma foto do seu corte e coloca no facebook (o que eu não admiro, mas não estou aqui para julgar ninguém), ela não merece receber ódio dos outros. Eles se odeiam o suficiente, não precisam de ninguém fazendo isso por eles.


Há um mês atrás eu assisti a um filme realmente bom chamado Suicide Room (Sala Samobójców, no original). Só encontrei ele em polonês e com legendas em inglês - e demorei muito para encontrar -, então eu não sei se vocês vão conseguir assistir.
O filme conta a história de Dominik, um jovem de família rica que estuda num dos melhores colégios que o dinheiro pode pagar. Ele está entrando no último ano do ensino médio e, numa festa, é desafiado a dar um beijo na boca de outro homem. Ele aceita o desafio, alguém grava o momento e o estrago está feito: todos na internet começaram a xingar Dominik de gay, viado, bixa, boiola, afins.
O que é pior ainda é que, nesse momento, Dominik começa a questionar sua sexualidade e percebe que se ele realmente for gay, todos a sua volta irão odiá-lo e ele nunca será aceito de verdade. Dominik sofre bullying e ninguém (amigos, parentes, NINGUÉM) está ali para ajudá-lo.

"Nah, esse negócio de bullying é frescura. Esse pessoal não aguenta um apelido nessa vida. Vocês exageram nesse negócio contra o bullying".
Pelo contrário. Acho que tudo o que as autoridades, a televisão, a internet e o mundo fazem contra o bullying são atitudes completamente ineficazes. Acho que tem muito a ser feito contra o bullying, principalmente no Brasil.


Então, eu queria muito que você gastasse um minuto do seu tempo comigo. Eu não sou influente. Meu blog é muito pequeno e pouca gente conhece. Mas se você é dono de um blog maior, uma grande página no Facebook ou conhece alguém assim, eu queria pedir que você, por favor, compartilhasse essa postagem. Eu quero muito conscientizar as pessoas sobre o bullying, sobre a seriedade da depressão, mas não sei se consigo fazer isso sozinha.
Eu preciso de vocês. Eu quero fazer um mundo melhor.
É, isso é ridículo, eu vou me arrepender desse post, mas é melhor me arrepender do que fiz do que aquilo que não fiz.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Capas de lançamentos aguardados por nós!


Oi galerinha, tudo bom?
Imagino que, como eu, vocês acompanhem muitas séries de vários autores diferentes. Eu percebi que esse mês, particularmente, muitas capas têm sido reveladas pelo mundo afora. Tanto capas de lançamentos internacionais quanto alguns nacionais. Vamos conhecê-las? 

  

★ Revealed (House of Night #11) - P. C. Cast + Kristin Cast
Tá, muita gente já pegou raiva dessa série. Me julguem, mas eu continuo amando HoN da mesma forma desde o dia em que peguei o primeiro livro na série na mão. Revealed, o décimo primeiro livro da série, promete! Acho que é o penúltimo, a propósito. Eu vi em vários lugares essa informação, mas não no site oficial. Vamos ficar apenas no achismo :c

★ Allegiant (Divergent #03) - Veronica Roth
Pois é, o último livro da trilogia Divergente já tem capa, nome e data de lançamento (fora do Brasil). Eu terminei de ler Insurgente há dois dias e MEU DEUS. Se você ainda não leu Divergente, vá ler agora antes que eu solte um spoiler! A autora escreveu em seu blog pessoal que esse símbolo não é de nenhuma facção, mas que aparece no livro. Ninguém sabe do que se trata.

★ Will e Will - David Levithan + John Green
Sim, mais um livro do João Verde chegando em terras brasileiras! Dessa vez veio pela Galera Record (que é a casa editorial do outro autor, David Levithan). Muita gente odiou a adaptação do nome e a mudança de capa. Eu particularmente não gostei, mas não é como se tivesse ficado horrível. A capa não é das melhores, mas parece que é metalizada, então não percam as esperanças!

  

★ Dreams of Gods $ Monsterns (Daughter of Smoke and Bone #03) - Laini Taylor
Tá, não é a capa do livro. Mas gente, é o título, e isso já é muito! Eu li o primeiro livro da trilogia (Feita de Fumaça e Osso) e gostei bastante, espero que a intrínseca publique o segundo (Days of Blood And Starlight) em português o mais rápido possível. A capa deste livro estará disponível em breve =D

★ Rose Harbor in Bloom (Rose Harbor #02) - Debbie Macomber
A capa do segundo volume da série Rose Harbor foi disponibilizada na internet! No Brasil a série sai através da Novo Conceito. Ainda não li o livro, que está do meu lado, mas espero ler logo! Achei a capa muito fofa :3

★ United We Spy (Gallagher Girls #06) - Ally Carter
Bom, não sei se vocês conhecem essa série, mas tem um bom número que blogueiras que conhecem os livros. Eu fico chateada por essa série não ser famosa no Brasil, por que é uma história super divertida. É sobre uma escola que parece um internato para garotas, mas na verdade é uma escola de espiãs! É, muito louco, eu sei. No Brasil os livros são lançados pela Galera Record e eles já lançaram os três primeiros volumes no Brasil. Eu já li os três e acho uma série muito divertida, todos deviam conhecer melhor esta história! Ally Carter também é autora de Ladrões de Elite.

Sábado à Noite 2  

★ Dos Bailes para a Fama (Sábado à Noite #02) - Babi Dewet
Sim, este livro é de uma autora nacional! Não li Sábado à Noite #01 por que nunca vi em nenhuma loja para comprar, mas pretendo comprar os dois o mais breve possível. A série parece ser muito divertida =D

★ Inferno (Robert Langdon #04) - Dan Brown
Eu quero ler este livro por que (1) ele foi escrito pelo Dan Brown (2) e eu acho os livros do Dan Brown, mesmo um pouco apelativos demais, muito bem pesquisados e divertidos, sem contar que (3) é sobre Dante Alighieri, que (4) escreveu A Divina Comédia, um dos melhores livros que já li, que até mesmo (5) me influenciou a colocar o nome Dante no meu filho.

★ O Filho de Sobek (Crossover Percy Jackson & As Crônicas dos Kane) - Rick Riordan
Bom, eu ainda não li nada do tio Rick. Sério, pasmem. Mas, calma!! Eu comprei Percy Jackson essa semana e pretendo corrigir esse pecado o mais rápido possível. Não sei muito sobre O Filho de Sobek, já que não quero pegar spoilers para nenhuma das séries, mas os fãs parecem imensamente ansiosos!


  

★ Minha Vida fora de Série (Temporada #02) - Paula Pimenta
EU PRECISO LER ALGO DESSA MOÇA ANTES DE MORRER. Mas, seguindo o conselho de uma amiga, vou começar por Fazendo Meu Filme. Sinceramente, sequer sei do que se trata o segundo livro da série Minha Vida fora de Série, por que eu tenho pavor de spoiler e não, eu não leio resenhas (isso é muito raro). Mas, ao que tudo indica, o livro deve ser FOFÍSSIMO!

★ The Runaway Queen (The Bane Chronicles #02) - Cassandra Clare + Maureen Johson
Segunda crônica da série que conta algumas histórias sobre a vida de Magnus Bane, o bruxo mais purpurinado da história de Nova York. A primeira crônica, What Really Happened in Peru, foi lançado já há algum tempo, em parceria da Cassandra Clare com Sarah Rees Brennan. Essa série não é em formato de livro, mas sim pequenas histórias. Serão dez crônicas que ligarão a história do personagem Magnus Bane com os personagens tanto de Os Instrumentos Mortais como As Peças Infernais (e, se não me engano, também vão aparecer alguns personagens da próxima saga da autora que envolverá os Caçadores de Sombras). As crônicas ganharão versão impressa ano que vem =D

★ Abandono (Abadono #01) - Meg Cabot
Mais um livro da Meg (e isso não é uma reclamação, de forma alguma!). Ao que tudo indica, esta é a história de uma garota que se envolve com o Hades em pessoa e juntos eles vivem altas aventuras sobrenaturais (me senti o narrador da Seção da Tarde). Enfim, espero poder ler este livro, já que os livros com temas paranormais da Meg sempre me agradaram muito (oi A Mediadora, oi Insaciável).


Estou lendo. Saia do meu quarto.
Bom gente, é isso! como se eu não tivesse passado uma hora da minha vida reunindo informações
Espero que tenham gostado! Tem algum lançamento pelo qual vocês estão ansiosos?
Beijos!



domingo, 19 de maio de 2013

La Caixita #21


Oi gente, tudo bom com vocês?
Bom, eu me sinto bem melhor. E estou mais animada para dar continuidade ao blog =D
Mas, antes, peço desculpas aos meus parceiros, tanto autores como editoras. E, é claro, aos meus amigos blogueiros. Acho que minha fase mais negra já passou, e eu estou de volta com o blog (até o fim dos tempos *música dramática de fundo*).
Enfim, ontem eu fiz uma compra MONSTRUOSA na Submarino (estou me arrependendo por ter comprado tanto, mas o arrependimento passa no momento que lembro que são LIVROS!). E, sem contar esses livros que comprei, falta uma caixa do tamanho da galáxia chegar vinda direto dos confins da Novo Conceito. Vou receber mais de 15 livros, então decidi mostrar esses aqui para não acumular muito (como se fosse resolver alguma coisa).


Meu aniversário foi dia 18 de abril e eu ganhei LIVROS! Minha família se recusa a me dar livros de presente, já que tenho muitos para ler, então só costumo ganhar roupas e afins deles. Mas meus miguxos são os melhores e me dão presentes divosos *O*

★ Insurgente - Veronica Roth (skoob)
AAAAAAAAAAAAAAAAAH INSURGENTEEEEEE!!!!!
Bom, eu estava louca por este livro. Depois de ler Divergente, ele simplesmente se tornou eu livro favorito. No momento estou lendo Insurgente (págia 256, comecei ontem) e MEU DEUS, COMO É BOM! Ganhei esse livro da Tainá e com certeza foi um dos melhores presentes de todos <3

★ O Teorema Katherine - John Green (skoob)
João Verde, seu lindo! Já li OTK e adorei! É completamente diferente de ACEDE, mas achei tão bom quanto. Me julguem. Ganhei de presente da Gislene e veio com dedicatória divosa *---------------*

Observem as dedicatórias divosas *O* (e se horrorizem com a equação e o gráfico
que acompanham O Teorema Katherine, haha XD).
★ Pandemônio - Lauren Kate (skoob)
Continuação de Delírio! Esse eu que comprei mesmo, por que não aguento ficar sem comprar livros :c
Estou louca para ler, ele é lindo *O*

★ Dezoito Luas - Kami Garcia + Margaret Stohl (skoob)
Continuação da série Beautiful Creatures, estou LOUCA para ler este livro! A princípio achei que era menor que os dois primeiros, mas a Galera Record diminuiu a letra por algum motivo '-' 
Foi presente da Fernanda, que acho que me perdoou por ter dado o presente de aniversário dela com 2 meses de atraso ><

Então gente, basicamente é isso *O*
Espero que tenham gostado. Foram poucos livros, mas a La Caixita #22 vai estão tão recheada que vish D=
E, para finalizar o post, deixo vocês com o melhor quote de Insurgente (nem adianta falar nada por que é verdade):

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Memórias da Lua Cheia, de Andressa Andrião

Memórias da Lua CheiaAutor: Andressa Andrião
Editora: Novo Século
É bom? ★★★★★
Páginas: 552
Sinopse: Ela estava sem memória e sozinha, perdida em uma floresta durante uma noite de lua cheia, em que os lobos uivavam perigosamente. A única informação que tinha sobre si mesma estava em um bilhete borrado pela chuva que dizia que seu nome era Alissa. Quando jurara que se tornaria comida de lobos, ele aparece. Um rapaz que em seu primeiro momento parece ter vontade de matá-la, mas logo em seguida resolve misteriosamente salvar sua vida e cuidar dela até que alguém apareça em sua procura. Com o tempo um romance começa a surgir entre eles, mas ainda havia um mistério: um homem enigmático e atraente que desenvolve um interesse imediato por ela. Alissa então descobre que sua perda de memória não era exatamente o que ela imaginava e que o mundo era muito mais cheio de mistérios e magia do que ela acreditava ser.



Primeiro de tudo, agradeço muito à autora, que me enviou um exemplar do livro para resenha. Obrigado, Andressa õ/

Memórias da Lua Cheia é um livro diferente do que estamos acostumados a ver. Conta a história de uma garota que acorda do meio de um floresta, completamente perdida e encharcada, sem saber como foi parar ali ou qual seu nome. Logo em seguida, ela encontra um bilhete que diz que seu nome é Alissa.



Ainda desnorteada, Alissa é surpreendida por um rapaz (que contra toda a lógica desse mundo, está na floresta e perto dos lobos). Esse garoto, Seth, acolhe Alissa, prometendo-lhe ajudar a entender o que está acontecendo e encontrar sua família.

No entanto, quanto mais vai se envolvendo naquela cidade e com as pessoas que ali vivem, como a bela Lidi, o estranho Jarret e o misterioso e sedutor Scorpio, Alissa acaba percebendo que ninguém virá lhe buscar e que terá que procurar as respostas por si mesma. E, talvez, as respostas estejam mais perto do que ela imagina...

Eu adorei Memórias da Lua Cheia. Sei que muita gente tem preconceito contra livros nacionais, mas é praticamente um erro decidir não ler este livro. A escrita da Andressa é bem divertida e a narrativa em primeira pessoa não perde em detalhes e mantém o mistério, que é o essencial da trama.

Durante a leitura muita coisa aconteceu e eu fiquei na dúvida em vários aspectos. Não quero dar spoilers nessa resenha, mas em vários momentos me peguei pensando "COMO ASSIM? Alguém me explica o que está acontecendo?". A pesar do mistério ser essencial no livro, tem hora que você chega a ficar confuso com tudo o que está acontecendo. Eu sei que isso contribui para o mistério e tal, mas eu sou impaciente u.u


Não direi que as pontas soltas foram amarradas, por que a maior parte não foi. Mas muitas coisas foram explicadas, muita coisa foi esclarecia e as dúvidas que ficaram serão suficientes para a continuação =D

MDLC (eita sigla) é um livro engraçado, romântico e misterioso. Andressa Andrião é muito talentosa e descreve perfeitamente os sentimentos. Seus personagens são cativantes e muitas vezes você se emociona com a história, torce pelos personagens, querendo que tudo dê certo. Livros bons são aqueles que nos fazem interagir com a história, e eu interagi muito com este livro.

Apenas gostaria de chamar atenção para a diagramação do livro. É simples, bem comum, o livro tem páginas amarelas e uma fonte muito boa. A capa do livro é linda, o vestido se destaca muito! O único defeito que vi foram alguns pleonasmos, repetições de palavras e pequenos erros de digitação. Fora isso, o livro é impecável!



Seth e Scorpio <3

Contato com a autora:
-> Caralivro (facebook);
-> Blog da autora;
-> Deviant Art;
-> Página do livro no skoob;

E, finalizando...



segunda-feira, 6 de maio de 2013

Leituras do mês! #Abril


Oi galerinha, tudo firmeza?
Bom, o mês de abril foi, na melhor das hipóteses, um mês desanimante. Já expliquei tudo bonitinho no post anterior, então vamos direito ao assunto!


Meu mês de leitura foi ridiculamente fraco. Reli dois livros incríveis (aliás, podem me bater a vontade por ter tirado essa foto de Garotas de Vidro. Eu sei que mereço. Já tô até me sentindo mal mas na hora foi engraçado). As Vantagens de Ser Invisível é simplesmente divoso. Falei sobre o livro aqui, e acho que todos deviam ler! Meu exemplar está todo grifado. Ah, vejam o filme também!
Só li dois livros em abril (isso mesmo, me batam). O primeiro foi Todas as Coisas que eu Já Fiz. Adorei o livro, é uma distopia muito interessante, mas não há notícia alguma sobre quando sai a continuação no Brasil. Basta esperar. Li também Êxtase, emprestado da minha amiga, e achei o final da série bom, mas esperava mais.

Esse mês eu...
Gravei uma cena do clássico brasileiro A Moreninha com meus amigos no bosque (ficou legal, sério mesmo)

Fui para a piscina com miguxos. Nadamos, jogamos bilhar, comemos churrasco e andamos quase uma hora de ônibus.

Fizemos uma festa surpresa para o Adriano onde comemos bolo, jogamos Street Fighter e fantasiamos o Miguel de punk (depois tivemos que tirar o gel do cabelo dele debaixo do chuveiro).

FIZ ANIVERSÁRIO VIVA VIVA!!!! Meus amigos felizes me deram livros e um bolo de caneca simplesmente maravilhoso *O*(sem contar a vela que canta)
Bom gente, esse foi meu mês de abril. Espero ter um maio que seja bom =D
Beijos!