quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Matutando #06


Olá pessoas, como vão!
Tenho tido alguns problemas essa semana, mas vou poder resolver tudo em breve e logo estarei respondendo os comentários dos últimos posts. Fiquei muito feliz com os comentários, obrigada! 
Bom, o mês de outubro sempre foi meu mês favorito por um motivo: HALLOWEEN! É o meu dia favorito por que eu sou completamente fissurada por filmes de terror e, por um motivo, é muito comum estrearem filmes/seriados de terror nesse período! 
Como não é uma comemoração muito comum no Brasil, sempre tem gente que não gosta e critica. Pessoas, fiquem calmas! Reclamar de feriado - mesmo que não seja feriado aqui - é feio! E quem é da wicca entende a importância dessa data, então parem de reclamar e vamos todos comemorar õ/ 
Mas Nath, comemorar como? 
E eu te respondo: você pode reservar seu fim de semana para assistir aos filmes e seriados que vou sugerir abaixo. YAY!


Ah, antes...
Terror: Ajetivo dado a filmes com temas sobrenaturais, que nos dá a sensação de medo, pavor e paranoia. Geralmente são filmes sobre fantasmas ou demônios.
Horror: Adjetivo dado a filmes onde as cenas são extremamente gráficas, mostrando sangue, mutilação, violência psicológica e física em demasia. São filmes de serial killers, vampiros, lobisomens, filmes sangrentos.
Suspense: Adjetivo dado a filmes que causam desconforto, ansiedade, curiosidade, sentimentos geralmente atribuído a cenas em que o final é muito aguardado com impaciência ou inquietude. Geralmente são filmes policiais ou os famosos "terrores psicológicos".
Vale lembrar que, nos EUA, o termo "horror" é usado tanto para filmes de terror e de horror. Suspense são os famosos "thrillers".

P.S.: Todas as imagens a seguir são dos seriados/filmes recomendados.

American Horror Story: Coven

 

Recentemente a terceira temporada de uma das minhas séries favoritas, American Horror Story, estreou õ/ 
American Horror Story é um seriado diferente por que cada temporada conta uma história diferente, num lugar diferente, com acontecimentos independentes, mas quase sempre com os mesmo atores! A primeira temporada foi sobre uma mansão mal-assombrada (perfeito), a segunda sobre um sanatório (mais do que perfeito) e a terceira, que tem apenas quatro episódios até o momento, é sobre bruxas (YAAAAAY!!!).
A terceira temporada conta a história de Zoe, uma garota comum que, quando decide perder a virgindade com o namorado, acaba causando nele um aneurisma! E descobre que tem esse "poder" de bruxa de literalmente matar um homem ao fazer sexo com ele. Parece bizarro? Esse é só o começo. Dentre outras coisas, nesta série temos um internato de bruxas adolescentes, e não espere uma historinha fofa de amor: todas as garotas são completamente perturbadas, em todos os sentidos. E, além disso, tem também um briga entre duas bruxas "imortais", uma mulher louca amaldiçoada e um cara meio touro, meio gente! 
Particularmente, estou achando a terceira temporada bem legal. Ainda é cedo pra dizer se é melhor que as outras duas, mas estou gostando muito.

Grave Encounters 1 e 2 (Fenômenos Paranormais)



Ahh, Grave Encounters! Acho que pouca gente vai entender meu amor por essa franquia. É mais um daqueles filmes de found footage, no estilo Atividade Paranormal e A Bruxa de Blair. No Brasil os filmes tem o nome de Fenômenos Paranormais (que sofrível, tradutores!).
O filme conta a história de um grupo de "caça-fantasmas" que lidera um programa de televisão. O programa - Grave Encounters - é famoso e bem recebido. O novo episódio se passará num antigo sanatório, fechado há muito tempo, suspeito de ser mal-assombrado. O filme não é baseado em fatos reais, mas o sanatório existe mesmo e, dizem, é mesmo do capeta! É o Riverview Hospital, e fica no Canadá. Quem quer ir visitar comigo?
Bom, a verdade é que essa equipe de caçadores de fantasma nunca achou nada, então eles sempre fabricavam uns efeitos, uns gritos, e pá, tá pronto, manda pra tevê! No entanto eles acabam se deparando com algumas situações um pouco incômodas, como o fato de que não amanhece, a pesar de o relógio dizer que é de manhã, e pelo fato de que não há como sair do hospício, já que ele cria novas alas, as portas que antes davam para um banheiro levam a um porão. O lugar é um labirinto.
O que mais gostei no filme não foram os efeitos especiais nem o roteiro em si - que são ótimos! - mas sim o toque de suspense, de agonia que te dá. Acho que a atuação foi muito boa, com um clima de suspense bem pesadão, e cenas aterrorizantes. A sequencia, Grave Encounters 2 (ou Fenômenos Paranormais 2 no Brasil) é melhor que o primeiro filme. Recomendo a franquia!

Invocação do Mal (The Conjuring)


Invocação do Mal foi o último filme de terror que assistir e, confesso, nem um pouco decepcionante!
Querido leitor, não sei se você já assistiu algum filme de terror no cinema - eu mesma não devo ter visto mais que dez. Na verdade, ver filmes de terror no cinema é, ao mesmo tempo, uma experiência gratificante e horrível. É legal por causa da qualidade da imagem, do som, o filme se torna mais intenso, as cenas te assustam mais. Mas sempre tem a parte ruim, e são as pessoas. Mais especificamente uma espécie que eu denominei de Meninas Cheias de Frescura Que Querem Se Agarrar no Namorado e Precisam de Uma Desculpa Para isso. Quando fui ver Invocação do Mal no cinema, há algumas semanas, NUNCA VI TANTA GRITARIA NA VIDA. E não é um gritinho de susto ou surpresa, é um escândalo completo! E o filme nem dá tanto susto assim. Garotas, segurem-se! Eu sei que vocês podem agarrar seus machos mais tarde.

Anabelle da vida real e Anabelle do filme. A boneca do filme é bem mais bizarra.

Enfim, aqui vai por que o filme é bom: mesmo sendo aquele super clichê de casa mal assombrada, exorcistas fodões indo salvar o dia e sustos, o filme é diferente e surpreende. Conta a história de um casal que tem cinco filhas, e eles vão juntos morar numa casa enorme que eles compraram por uma pechincha no leilão do banco. A casa é linda, a vista é maravilhosa, tudo parece perfeito, até que coisas estranhar começam a acontecer (sempre tem isso). Relógios começam a parar sempre no mesmo horário, a mãe começa a perceber hematomas, até o dia em que umas das filhas vê algo atrás da porta.
O que mais gostei em Invocação do Mal é que ele é realmente baseado em uma história real da qual eu já tinha conhecimento! O casal exorcista do filme é real, a casa assombrada do filme e a família que nela vivia é real e a boneca Anabelle - que não tem uma participação significativa mas que foi bem representada - existe mesmo e fica num museu nos EUA! Eu achei o filme super bem ambientado, acima de tudo, e tomei sustos verdadeiros com ele. Recomendo!

Sinister (A Entidade)


Sinister foi uma surpresa enorme. Eu não dava absolutamente nada para o filme e achei ser o típico terror clichesão. E como eu estava enganada!
O filme conta a história de um escritor de livros policiais. Na verdade, ele pega um crime real sem solução e faz um dossiê sobre ele, e então fala sobre o trabalho de investigação que os policiais tiveram e como falharam em solucionar o crime. Anos atrás ele publicou o livro "Kentucky Blood" e ficou famoso, mas a partir de então teve um bloqueio enorme e a policia tem resistido em falar com ele sobre seus casos. Ele tem mulher e um casal de filhos, e está desesperado por dinheiro. Eis que ele se muda para uma casa nova, numa cidade diferente, para investigar a morte de uma família e o desaparecimentos de um dos filhos deles. Uma coisa que ele decide não contar para a mulher é que a casa onde eles estão morando é a casa onde os assassinatos aconteceram!


Desenhos bizarros feitos pro crianças? DEUS ME LIVRE!
Num belo dia, arrumando o porão da casa, nosso herói encontra uma caixa cheia de fitas caseiras, com nomes genéricos: festa na piscina, hora de dormir, churrasco em família. Provavelmente fitas de bons momentos dos antigos moradores.
Só que ele decide assistir as fitas e - SURPRESA! - elas são fitas snuff! Pra quem não sabe, uma fita snuff é uma filmagem de um assassinato real. Então "festa na piscina" é um nome bonitinho para um vídeo onde uma família inteira é presa a cadeiras de tomar sol e jogada na piscina. Só que, olha só, a família que morou ali não foi morta por afogamento. Isso significa que TODAS AS FITAS são de casos não solucionados, às vezes até mesmo encobertos. Ele teria um livro perfeito em mãos se não fosse a entidade estranha que tem assombrado sua casa.
O mais legal do filme é, com certeza, o fato de que não é nem um fantasma, nem um demônio, mas sim uma assombração. Pouca gente sabe a diferença entre um e outro. Um fantasma é o espírito de um ser humano que ficou preso na terra por algum motivo, e pode ser maligno ou não. Um demônio é um ser que nunca andou na terra quando vivo, cada um tem suas características físicas e mentais diferentes. Segundo os mais estudiosos, são seres de outras dimensões, anjos caídos ou forças cruéis da natureza que não são humanas. Já uma assombração é uma entidade criada a partir da força mental de um grupo de pessoas que acredita nela. O bixo papão, por exemplo, é uma assombração.
Enfim, eu realmente recomendo o filme! É um dos melhores do gênero suspense/terror.

TribeTwelve


Você que estava lendo o post e pensando: poxa, Nath, eu já conheço/já vi todos esses filmes!, aqui vai uma surpresa. TribeTwelve é uma web série feita por um rapaz amador, que não é ator nem diretor de cinema, só um universitário qualquer. E ele nem sequer faz cinema, mas sim faculdade de biologia! Antes de discorrer sobre o seriado, vale ressaltar que o Adam Rosner é um rapaz muito gente fina, que interage com seus fãs, responde perguntas e sempre nos atualiza sobre novos vídeos. De vez em quando ele faz vídeos engraçados em outro canal seu. Eu mesma já falei com ele por telefone! Adam, se a biologia der errado, vire ator!
 Adam Rosner e
seu cachimbo.
 
Enfim, esta é uma web série que conta com episódio postados sem uma frequência exata no canal do youtube de Noah Maxwell. Noah é um jovem rapaz judeu que criou o canal TribeTwelve (uma referências às Doze Tribos de Judá) com o intuito de ser um canal onde postaria vídeos sobre um trabalho de religião. No entanto o trabalho foi cancelado e nunca concluído. Anos depois, Noah revive o canal abandonado postando um vídeo em homenagem a seu primo Milo Asher, que cometeu suicídio recentemente. Noah se lembra que tem algumas filmagens de seu primo numa câmera antiga e decide vê-las. No entanto essas fitas mostram algo perturbador - um homem alto, de terno, seguindo Milo! Como Noah nunca tinha percebido nisso? Noah, assustado, decide postar as imagens no seu canal e o estrago está feito - o homem começa a vir atrás dele. 
Mas e se o homem não estiver sozinho? E se ele tiver alguma ligação com a morte de Milo? E se essa homem for uma... assombração?


Uma das coisas mais legais em TribeTwelve é que é inovador. Quando assisti os primeiros vídeos eu não conhecia a pessoa por trás da história, e Adam Rosner tem um talento enorme para atuação, além de ser um ótimo roteirista. Mais do que uma web série de terror, TribeTwelve é um drama psicológico e uma ficção científica. A assombração da série o o famoso Slender Man, uma lenda que surgiu na internet. O Slender seria um homem sem rosto, alto e magro com tentáculos saindo das costas, que vive nas florestas e mata crianças. É uma lenda muito interessante.
No Brasil a série é legendada pela Inútil Erudita, e você pode assistir os vídeos de TribeTwelve legendados nessa playlist. Abaixo deixo um trailer que o próprio Adam fez, que É DE ARREPIAR!!




É isso, espero que tenham gostado! E então, pretendem assistir algum filme ou seriado nesse Haloween? Já assistiram algum desses filmes? Tem algo para me recomendar? Comentem =D

terça-feira, 15 de outubro de 2013

O Teorema Katherine, de John Green

O Teorema KatherineAutor: John Green
Título original: An Abundance of Katherines
Editora: Intrínseca
É bom?: 
★★★★★
Páginas: 
304
Sinopse: 
Após seu mais recente e traumático pé na bunda - o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine - Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam. 
Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. 

“É possível amar muito alguém, ele pensou. Mas o tamanho do seu amor por uma pessoa nunca vai ser páreo para o tamanho da saudade que você vai sentir dela.”

Eu acredito que O Teorema Katherine pode não ser o livro mais bonito, emocionante, tocando e profundo do John Green, mas com certeza merece ser reconhecido como literatura obrigatória. 



O Teorema Katherine é mais do que a história de Colin Singleton, um jovem prodígio (e não gênio) que tem uma fixação por namoradas com o mesmo nome (escrito da mesma forma). O Teorema Katherine é mais do que a história de Colin e seu amigo Hassan, que caem na estrada após a décima nona Katherine terminar tragicamente com Colin.

“Como Colin já explicara várias vezes a Hassan, há uma diferença enorme entre as palavras prodígio e gênio.
Prodígios conseguem aprender rapidamente o que outras pessoas inventaram; gênios descobrem o que ninguém descobriu. Prodígios aprendem; gênios realizam. A maioria das crianças prodígio não se torna um gênio na idade adulta. Colin tinha quase certeza de que fazia parte dessa maioria desafortunada.”

Eu acredito que O Teorema Katherine seja uma história de amizade, sobre ser alguém na vida, sobre se destacar e ser lembrado. E, ao mesmo tempo, é uma história que ensina que todos seremos esquecidos, por mais incríveis que sejam nossas façanhas enquanto vivemos. E o livro também mostra que, mesmo efêmeros, somos todos importante à nossa maneira.

Então, se você acredita em algo, lute. Tome as palavras de John Green como incentivo e vá à luta e faça aquilo que você acredita. Por que nós somos apenas humanos e, em nossas limitações, derrubamos limites.

"Tava pensando no seu lance de ser importante. Eu acho que a sua importância é definida pelas coisas que são importantes procê. Seu valor é o mesmo das coisas que ocê valoriza"

clip_image050 clip_image053 clip_image059 clip_image061 clip_image062 clip_image064
clip_image055 clip_image057

Essas são as capas de O Teorema Katherine pelo mundo. Mesmo senso apaixonada pela capa brasileira, acho a capa Inglesa (a vermelha) a mais bonita de todas. E você, qual prefere?
Até o próximo post õ/

domingo, 13 de outubro de 2013

Desejados #10


Olá pessoas, como vão?
Hoje trago não quatro, mas oito livros que eu quero muito comprar - ou ganhar de presente, né? =P
Como estou comprometida com a meta de não comprar livros até terminar os que tenho, não vou comprá-los. Mas a lista de espera tá ficando cada vez maior!


✖ Princesa mecânica - Cassandra Clare (skoob)
Me recuso a ler a sinopse deste livro, já que todo mundo diz que é cheia de spoilers. Até agora só li o primeiro livro da série As Peças Infernais, que é Anjo Mecânico, mas quero muito completar a trilogia! Acho a capa de Princesa Mecânica a mais linda das três =D

✖ Cidade das Almas Perdidas - Cassandra Clare (skoob)
Quinto livro da série Os Instrumentos Mortais. Já li até o quarto, mas há muito tempo, uns dois anos. Quero reler a série toda de uma vez. Só tenho os três primeiros livros. 


✖ O Jovem Sherlock Holmes #4 "Tempestade de Fogo" - Andrew Lane (skoob)
Gente, como o tempo passa! O primeiro livro da série O Jovem Sherlock Holmes era parte da minha coleção de livros quando eu ainda tinha só uns 20 exemplares em casa. Já li os três primeiros livros e espero poder comprar o quarto logo. E que capa é essa? Caveiras *---*

✖ O Chamado do Cuco - J. K. Rowling sob o pseudônimo de Robert Galbraith (skoob)
Muita gente se decepcionou com Morte Súbita, novo livro da J. K. Rowling. Eu já li e, particularmente, gostei! E como esse novo livro é um suspense policial é quase certeza de que vou amar a história, já que amo investigação! Parece que a Rocco vai lançar uma versão de capa dura e eu já vou começar a guardar dinheiro *O*



✖ Dezenove Luas - Margaret Stohl e Kami Garcia (skoob)
Quarto e último livro da série Beautiful Creatures, Dezenove Luas promete. Eu terminei a leitura do terceiro livro com a maior cara de "WTF" que você consiga imaginar, então eu simplesmente PRECISO desse livro.

✖ Está no meu sangue - Gabrielle Zevin (skoob)
Segundo livro da trilogia Birthright, pouquíssimo conhecida. Sério gente, não conheço NINGUÉM que já tenha lido Todas as Coisas que eu Já Fiz. É um livro futurístico distópico lindo, que mistura drama familiar, romance e cenas de cortar o coração. É uma das minhas distopias favoritas.

✖ Seis Coisas Impossíveis - Fiona Wood (skoob)
Não sei bem o que esperar desse livro, mas a premissa dele é de uma história engraçada. Pode ser só impressão minha mas a sinopse me lembra o filme It's kind of a funny story, um dos meus favoritos. Vamos ver se é bom =D

✖ Dias de Sangue e Estrelas - Laini Taylor (skoob)
A esperada sequencia de Feita de Fumaça e Osso chega ao Brasil! Adoro essa capa, acho a mais linda das três! Espero poder ler logo por que ESTOU MORRENDO POR DENTRO a cada segundo que passa de tanta curiosidade!

E então pessoas, quais livros vocês desejam ardentemente? Conhecem algum dos livros citados? Comentem =D

sábado, 12 de outubro de 2013

Corações Feridos, de Louisa Reid

Corações FeridosAutora: Louisa Reid
Título original: Black Heart Blue
Editora: Novo Conceito
É bom?: 
★★★★★
Páginas: 256
Sinopse: 
Hephzibah e Rebecca são irmãs gêmeas, mas muito diferentes. Enquanto Hephzi é linda e voluntariosa, Reb sofre da Síndrome de Treacher Collins — que deformou enormemente seu rosto — e é mais cuidadosa. Apesar de suas diferenças, as garotas são como quaisquer irmãs: implicam uma com a outra, mas se amam e se defendem. E também guardam um segredo terrível como só irmãos conseguem guardar. Um segredo que esconde o que acontece quando seu pai, um religioso fanático, tranca a porta de casa. No entanto, quando a ousada Hephzibah começa a vislumbrar a possibilidade de escapar da opressão em que vive, os segredos que rondam sua família cobram-lhe um preço alto: seu trágico fim. E só Rebecca, que esteve o tempo todo ao lado da irmã, sabe a verdadeira causa de sua morte... Hephzi sonhara escapar, mas falhara. Será que Rebecca poderia encontrar, finalmente, a liberdade?

Eu estou apaixonada por Corações Feridos.

Acho que o que mais me atraiu no livro foi o fato de que ele aborda um tema que geralmente é passado de lado: fanatismo religioso. Eu não sou religiosa mas respeito muito toda e qualquer crença. Eu acho que acreditar num deus, numa divindade ou apenas na força da natureza é algo sublime, e acho que as pessoas podem encontrar o caminho da felicidade e da paz através da religião, seja lá qual for. No entanto, até que ponto a religião é algo bom na vida de uma pessoa?

Pergunte isso a Hephzibah e sua irmã gêmea, Rebecca. Hephzi é a irmã bonita, com cabelos longos, o rosto perfeito. Reb é a gêmea feia, devido a uma deformação no rosto chamada Síndrome de Treacher Collins. As duas, mesmo com suas personalidades completamente distintas, são muito unidas e amam uma à outra de seu próprio jeito.



Mas tudo seria maravilhoso se elas tivessem uma família comum, que cuidasse da síndrome de Rebecca, que as tratassem bem. Não é o caso. Hephzi e Rebecca são filhas do Pastor Roderick, um homem que aparenta ser um bom samaritano, devoto a Deus e à religião, mas que é um homem completamente diferente quando dentro de casa. Dizer que ele é rigoroso seria um ultraje, o homem é um monstro.

Dentre as "regras" de Roderick para com suas filhas, uma delas é um pouco polêmica: elas são obrigadas a estudar em casa. Tudo bem, muitas famílias fazem isso, certo? Não, não está tudo bem. Pelo menos não para Hephzi, que de alguma maneira consegue fazer o pai matricular as irmãs numa escola comum para cursarem o ensino médio. Roderick não queria, mas fez. Será que foi uma boa decisão?

Rebecca não tem amigos e passa a maior parte do tempo livre dentro da biblioteca, lendo os livros por ordem alfabética. Ela não é muito inteligente mas se esforça muito para entender a matéria. Hephzi rapidamente faz amigos e se torna popular, já que sua beleza chama atenção. Mas nada é o que aparenta, e não há final feliz para as vidas tocadas pelo Pastor Roderick.

Corações Feridos é narrado pelo ponto de vista das duas irmãs. Hephzi narra o que aconteceu no passado, assim que entraram na escola e como foi a vida dupla que manteve. Rebecca narra o que acontece depois da morte de Hephzi - não, não é spoiler, a primeira cena é o funeral dela. 

Uma das coisas que mais gostei no livro é o fato de que a narração, mesmo sendo em primeira pessoa em ambos os casos, mostra uma personalidade diferente, uma forma de falar diferente. Você sente a dor de cada uma e é real. 

Com uma história comovente, bonita e triste, Corações Feridos é um dos melhores dramas que eu li nos últimos tempos. Um livro que eu espero poder reler umas quinze vezes e chorar em todas. Recomendo.

 

O livro tem essas duas capas fora do Brasil. Se vocês prestarem bastante atenção, a capa brasileira é uma adaptação da segunda, não é igual. Sinceramente, achei a do Brasil melhor que a original.

E você. qual capa gostou mais? Já leu/quer ler o livro? Me conte!

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

La Caixita #26


Ooooi gente, como vão?
Sinto muito pelo meu desaparecimento. Eu voltei de vez, dessa vez é MUITO SÉRIO! Estou feliz comigo mesma por que estou com poucos livros para ler, o que era minha meta estabelecida. Espero terminar o ano só com uns 30 livros para ler (será que consigo?). Vamos ver o que chegou!


Chegaram três livros da Novo Conceito! Dois Rios será o segundo livro da T. Greenwood que leio, espero que seja tão bom quanto o outro, Um Mundo Brilhante. Até eu te Encontrar é um livro nacional e comecei hoje, espero gostar, parece ótimo! Corações Feridos li semana passada e É PERFEITO!


Da Editora Arqueiro chegou o terceiro livro da série Dave Gurney, que eu amo! É sobre um detetive aposentado que não consegue se desgrudar da vida policial. Os mistérios são perfeitos! Espero ler Não Brinque com Fogo semana que vem =D
O Grande Gatsby eu comprei por SEIS REAIS. É edição simples, de bolso, mas lindo! É bem curtinho, espero ler logo *---*


Os livros empilhados <3


Meu professor divoso de inglês Fernando (espero que ele leia isso =P) me emprestou A Batalha do Apocalipse! Já comecei a ler e estou na Parte Três, o livro é MUITO BOM. Eu sei que não devia mas estou shippando Ablon e Shamira. Me julguem.

Foi isso que chegou para mim! Já leram algum dos livros? Querem ler algum? Me contem =D
Beijos!