terça-feira, 28 de maio de 2013

Sobre depressão, Suicide Room e como esse mundo é horrível

"Esse ano eu desejei estar morto, E todos eles bateram palmas sem saber."
Aviso: Por favor, leia tudo e reflita antes de deixar um comentário.

Oi galerinha, tudo bom?
Eu espero que sim, por que eu estou péssima. E, sim, eu sou uma daquelas pessoas-horríveis-e-que-não-sabem-o-que-falam que acham que o mundo está perdido.
Acho que pouca gente realmente entende a depressão, a automutilação, a bulimia, entre outros problemas. 
Dói muito - pelo menos para mim - ouvir alguém ridicularizando um garoto que se corta por que não consegue ser bom o bastante, uma menina que não consegue comer por que tem nojo de si mesma - e o pior - uma pessoa falando mal de alguém que cometeu suicídio.
O que é tristeza e o que a diferencia da depressão? Eu certamente não sou a melhor pessoa para falar disso, e por esse motivo não vou me aprofundar no assunto.
Mas, ao meu ver, a tristeza é um estado de espírito de alguém que se sente mal com algo ou consigo mesmo temporariamente. A tristeza sempre tem um motivo (a morte de alguém, a perda de algo importante, etc.). 
A tristeza trazida pela depressão nunca tem um motivo. Você está triste, você se odeia, você se sente horrível, queimando por dentro, mas não consegue achar um motivo para isso. Depressão é quando você não consegue ser feliz. E, às vezes, você nem mesmo quer mais ser feliz.

"Bom Nath, como você pode saber disso?"
Eu tenho a depressão. Passei a vida inteira com medo de que as pessoas me julgassem mal, falando que isso é falta de louça para lavar/chinelada/vergonha na cara, mas eu estou aqui justamente para falar disso, então não importa mais.
Eu passei minha vida toda me sentindo horrível. As pessoas sempre me compararam a outras, e isso me destrói por dentro a cada segundo que passa. Nem sempre é por mal, mas isso não munda o que eu sinto por dentro. Outra coisa que eu não suporto (um minuto da sua atenção, leitor: esse "suporto" não está com o sentido de "eu odeio isso", mas sim de "não aguento/consigo viver com isso. Segue o texto) é quando me dizem que eu copio/quero ser/só faço o que os outros são. Ouvir esse tipo de insinuação é a pior coisa do mundo para mim. EU TENHO PENSAMENTO PRÓPRIO, EU POSSO TOMAR MINHAS PRÓPRIAS DECISÕES! Sempre que eu penso nisso eu não consigo parar de chorar, então sinto muito se este texto não fizer muito sentido.


A questão é que agora há pouco eu estava no Facebook (aquela rede social maldita que eu a cada dia penso mais seriamente ainda em abandonar) e uma página que adora falar mal e promover ódio contra pessoas gordas/que se cortam/são feias/etc. postou uma imagem mais ou menos assim:
-> Uma garota tinha escrito o nome de uma banda que gosta no pulso com um gilete (sim, ela cortou o nome da banda no braço, para deixar isso bem mais claro);
-> O dono da página escreveu uma descrição maldosa;
-> Mais de dez mil pessoas comentaram (os comentários que eu li - obviamente não li tudo - eram TODOS sobre como a garota era uma idiota, como não merecia viver, como merecia apanhar dos pais, que devia ser exorcizada, que isso não é coisa de Deus, etc).

"Estou vivendo, lentamente sangrando"

Sério gente, em que mundo vivemos? Que diabo de lugar é esse? Me desculpem, mas pelo que vi este não é o tipo de lugar onde quero viver.
Não sei se vocês já ouviram falar no termo Att Seeker, então vou explicá-lo. Literalmente, Att Seeker é um adjetivo atribuído a pessoas que procuram por atenção a qualquer custo, de boas formas e de formas horríveis.
Muitas pessoas que se cortam recebem este adjetivo. Como se estivessem retaliando o próprio corpo numa forma de gritarem "Olhe para mim! Eu tenho depressão! Venha me consolar! Tenha pena de mim!".
Se existem duas coisas que eu odeio são hipocrisia e generalização. Então não vamos ser hipócritas: tem sim muitos adolescentes que se cortam, tiram uma foto e postam nas redes sociais esperando exatamente por este tipo de reação. Mas também não vamos generalizar: nem todo mundo que se corta faz isso. Na verdade, poucas pessoas que se cortam fazem isso. Quem tem depressão tende a guardar isso para si mesmo.
E mesmo se a pessoa tira uma foto do seu corte e coloca no facebook (o que eu não admiro, mas não estou aqui para julgar ninguém), ela não merece receber ódio dos outros. Eles se odeiam o suficiente, não precisam de ninguém fazendo isso por eles.


Há um mês atrás eu assisti a um filme realmente bom chamado Suicide Room (Sala Samobójców, no original). Só encontrei ele em polonês e com legendas em inglês - e demorei muito para encontrar -, então eu não sei se vocês vão conseguir assistir.
O filme conta a história de Dominik, um jovem de família rica que estuda num dos melhores colégios que o dinheiro pode pagar. Ele está entrando no último ano do ensino médio e, numa festa, é desafiado a dar um beijo na boca de outro homem. Ele aceita o desafio, alguém grava o momento e o estrago está feito: todos na internet começaram a xingar Dominik de gay, viado, bixa, boiola, afins.
O que é pior ainda é que, nesse momento, Dominik começa a questionar sua sexualidade e percebe que se ele realmente for gay, todos a sua volta irão odiá-lo e ele nunca será aceito de verdade. Dominik sofre bullying e ninguém (amigos, parentes, NINGUÉM) está ali para ajudá-lo.

"Nah, esse negócio de bullying é frescura. Esse pessoal não aguenta um apelido nessa vida. Vocês exageram nesse negócio contra o bullying".
Pelo contrário. Acho que tudo o que as autoridades, a televisão, a internet e o mundo fazem contra o bullying são atitudes completamente ineficazes. Acho que tem muito a ser feito contra o bullying, principalmente no Brasil.


Então, eu queria muito que você gastasse um minuto do seu tempo comigo. Eu não sou influente. Meu blog é muito pequeno e pouca gente conhece. Mas se você é dono de um blog maior, uma grande página no Facebook ou conhece alguém assim, eu queria pedir que você, por favor, compartilhasse essa postagem. Eu quero muito conscientizar as pessoas sobre o bullying, sobre a seriedade da depressão, mas não sei se consigo fazer isso sozinha.
Eu preciso de vocês. Eu quero fazer um mundo melhor.
É, isso é ridículo, eu vou me arrepender desse post, mas é melhor me arrepender do que fiz do que aquilo que não fiz.

45 comentários:

  1. Oi Nah,

    primeiramente, parabéns pelo post, muitos não teriam a sua coragem ao abordar um tema tão profundo e com tanta honestidade. Graças a Deus, nunca tive depressão, mas conheço pessoas que já tiveram e sempre tive muito interesse no assunto por causa disso, por isso entendo a sua revolta com pessoas que cometem bullying ou ofendem quem sofre de depressão. Como você, quando penso em pessoas assim, começo a pensar em que tipo de mundo horrível que vivemos.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, obrigado. Eu fico realmente revoltada, esse mundo tem pessoas horríveis.

      Excluir
    2. Tenho sim, tá na minha página "Quem, eu?" do blog (se eu postar link aqui dá que é spam).

      Excluir
    3. Achei muito foda o texto!!! E sobre o filme eu acabei de assistir q filme foda MTU bom mesmo!

      Excluir
  2. Oi Nath,
    Seu post foi incrível e muito corajoso! Parabéns por dar a cara a tapa e não se importar com o que a sociedade pensa. Depressão sempre foi tachado pra mim também como frescura, sempre foi o que me disseram, mas eu vejo como você e ainda acho que muitas das pessoas simplesmente não querem que os outros saibam, escondem isso e tentam parecer felizes. Acho que você esconder sua tristeza é mesmo um tipo de depressão, daquelas que só seu travesseiro conhece.
    Já sofri muito bullying, por N motivos e sei bem como dói. O pior mesmo é ouvir os outros dizerem sempre que é "coisa de adolescente/criança", que "tem que aguentar, é brincadeira", quem não passa não tem mesmo ideia de como é.
    Quando a automutilação eu não sei o que falar, eu não entendo quem faz. Eu entendo o motivo até sim, mas não conseguiria fazer algo do tipo comigo. Talvez, graças a Deus, nunca tenha chegado a tal ponto de tristeza que precise fazer a dor sair com o sangue.
    Espere que você fique bem Nath. Se cada um fizer um pouquinho, podemos sim mudar o mundo :)

    Beijos, Nanda
    Julgue pela Capa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade eu me importo, esse é exatamente o problema! Só estou tentando não me importar, mas é difícil. Os brasileiros nascem com a cultura de que todo mundo é feliz, quem é triste quer aparecer por que não há problemas nesse mundo, etc.
      Sofrer bullying deve ser horrível. Eu nunca cheguei a sofrer disso, mas imagino a dor que uma pessoa deve sentir.
      Eu acredito nisso ><

      Excluir
  3. Oii Nath, acredite, te entendo como ninguem. Meu historico em psicologos e tratamentos quando criança dóem até hoje quando lembro. Tenho ansiedade(o que hoje, graças a Deus é controlável) e já tive depressão quando criança, e aos 16 anos passei por uma fase ruim de novo. E com 19 anos de novo =s
    É bem isso que voce disse: as pessoas falam demais, só criticam, e querem nos mudar sempre !! Péssimo!
    Vou sim, ajudar a divulgar essa campanha em meu blog, vou preparar um texto bem legal e linkar voce la....
    Já tem um nome para a campanha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não. Eu estava pensando em Save The Humans ou algo do tipo ><

      Excluir
  4. Deve ser muito ruim alguém sentir isso e querer sumir, literalmente do mundo. Vou ajudar na campanha. ;)
    beijos

    marinaalessandra.blogspot.com
    @mariinaale

    ResponderExcluir
  5. Flor eu acho que o bullying é seríssimo e vai muito além de meros apelidos como todo mundo pensa sabe? É uma violência sem explicação, que dói mais do que a física às vezes. Porque a física passa e a moral fica pra sempre.
    Acho que as redes sociais e especialmente o facebook tem deixado de ser um local pra fazer amigos, pra se tornar um lugar de propagaçao da violencia e da intolerancia. Também me machuca muito certos comentários maldosos. E certas historias tristes que a gente vê sobre pessoas que nao aguentaram a depressao.
    Espero muito que você fique bem, e que tenha as melhores pessoas do seu lado. Em minha próxima postagem vou fazer uma menção a você pra ajudar na campanha.

    Abraços.

    (desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, mas muita gente pensa assim, o que é triste.
      Exato. As pessoas arrumam motivos para julgar umas às outras, e isso é simplesmente horrível. Devia ser proibido postar esse tipo de coisa no facebook.

      Excluir
  6. Não se arrependa disso. EUj á sofri bullying por ser gordinha e já tive depressão então sei como se sente. Entendo e acho uma pena eu não poder ajudar por não ter uma página grande, porém sim, justamente pelo fato de alguns quererem chamar a atenção que as pessoas generalizam, como uma mulher dizendo que todos os homens não prestam ou algo do tipo.
    Espero que melhore e não irá se arrepender. =D

    Beijão, Lari.♥
    Vitamina de Pimenta
    @laricrazy_

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso realmente é péssimo D=
      É, exatamente isso! Muito homem presta, sim. Mulheres não sabem se valorizar na maior parte das vezes.

      Excluir
  7. Um dia, diante de uma leitura que comecei cheia de preconceitos – eu estava lendo um auto ajuda – me deparei com uma frase que dizia mais ou menos assim: Cada um sente a dor de uma forma diferente, e nunca, apesar de acharmos que a dor é parecida com a nossa, a sentiremos da mesma forma. Desde esse dia eu me dei a chance de ler livros de Augusto Cury, e ele realmente me fez repensar sobre muitas coisas; e percebi que eu me achava sabida demais e que não tenho o menor direito de julgar a dor dos outros.
    Bom, o mundo me deprime, me dar medo e angustiada na verdade. Cresci com meu pai que tem uma visão pessimista sobre tudo, principalmente as pessoas, e por mais que eu queira pensar que o mundo tem jeito, muitas vezes me pego com os pensamentos pessimistas deles e me sentindo em um mundo no qual me dá medo até de sair na rua. Resultado, sou muito caseira e um tanto anti social, hehe. Quando criança, me pegava chorando por falarem mal dos meus óculos grandes e pelo fato de eu ser bem magra... Hoje, apesar de não ser imune aos comentários, procurei parar de me importar tanto... Ainda tenho muito o que repensar sobre o que sou e minhas atitudes, mas me sinto melhor comigo mesma.
    Essas questões são tensas, a mente humana é tão complexa e tentar entende-la pode dar medo. Infelizmente o nosso mundo não é cor de rosa, e nem um tom parecido com rosa, e às vezes é muito difícil tentar encara-lo e seguir em frente. Muitas pessoas ao nosso redor acabam não ajudando, ou nos mesmo acabamos não nos ajudando.
    Pois é, a humanidade precisa ser salva.
    Afinal de contas, aquela celebre frase que diz que palavras machucam mais do que qualquer arma, é muito verdadeira.

    ResponderExcluir
  8. Texto lindo, meus parabéns! :)

    ResponderExcluir
  9. Eu não me conformo com essas pessoas que falam que o bullying não passa de uma brincadeirinha, que não devo pensar que é sério, que "se não sabe brincar, não clica no play". Crueldade duvidar da minha dor e da dor de muitas outras pessoas!
    Tenho 13 anos e sou diagnosticada com depressão, não digo aos outros isso, pois vão achar que eu quero atenção. Eu assisti Sala Samobójców e achei o filme completamente incrível! Adoro dramas e quando o assisti, me identifiquei.
    Vou acompanhar o blog, adorei o post!

    ResponderExcluir
  10. Primeiramente Nath , parabéns , acabei de achar o blog agora e já gostei muito principalmente por esse post que tanto me identifiquei ainda mais pelo filme que é mega perfeito e faz na minha opinião uma auto-crítica e uma reflexão. Eu também passo por coisas iguais e sempre me perguntam o porque disso , não dá para entender , explicar ou algo do tipo é simplesmente uma tristeza enorme e você acha que essa felicidade das outras pessoas não passa de uma falsidade , mas enfim , a humanidade está precisando realmente ser salva , que sociedades são essas afinal , vejo que a cada dia piora , não há melhora e não tenho esperança de um bom resultado .

    Beijo e apoio super a campanha ''Save The Humans'' ...

    ResponderExcluir
  11. Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Tanta maturidade... Se não ligasse certamente não teria deixado um comentário. Não só liga como isso te destrói por dentro.

      Excluir
  12. Oi Nath tudo bem ? gostaria de lhe dar os parabéns e e dizer que me emoconei lendo este texto, bom ultimamente a ais ou menos 4 anos venho sofrendo de uma depressão profunda e fico calado de ante a situação em que me deparo, o pior e que ja pedi ajuda de todos os lados e mesmo se eu me esfaquiar nao iram me compreender, bom hoje o que tenho a pedir e socorro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, anônimo! Sei como é não ser compreendido e sei como isso pode te machucar ainda mais por dentro. Mas a verdade é que, quando estamos prestes a fazer coisas ruins conosco, o que importa é conseguir ajuda, quer eles entendam ou não. Pode ter certeza que seus pais, tios, avós ou amigos ligam para você. Se você não acha que é seguro pedir ajuda a um familiar ou não tem nenhum amigo em que confia, fale com um de seus professores ou diretores da sua escola. Eu me preocupo contigo e só quero te ver feliz!
      Não deixe a sociedade te destruir, você com certeza é uma pessoa incrível! Pode me mandar um e-mail se quiser conversar mais.
      Beijos!

      nlbrustolin@hotmail.com

      Excluir
  13. É oi......
    Eu assisti o filme....
    Confesso que me sinto estranho ultimamente...
    Já fiz sicatrizes em meu braço, já cortei o pulso mais não foi fundo o bastante para me matar...
    As vezes,eu me sinto como se fosse culpado pela minha existência....
    Não ando muito em blogs e tals....
    E tenho certeza que alguem iria querer falar comigo sobre essa dores,raiva,perturbação, tristeza que sinto...
    Mais não tenho muito a dizer....
    Só sei que sou praticament ingual a Dominik....
    Alguem provavelmente vai querer me dar dicas de como superar...
    Se conseguir fazer isso irei agradecer....
    Meu whats pra quem quiser ser amigo de um meio psicótico 011 949784388

    ResponderExcluir
  14. Eu concordo com você, tem gente que se corta pra aparecer sim, mas não são todos, até mesmo pq se fosse comigo eu iria querer esconder. Ninguém nunca vai entender a dor do outro, realmente, sua dor pode ser parecida mas nunca igual, como a Pabline disse acima. Falta nesse mundo a aceitação de pessoas e coisas diferentes da gente e do que acreditamos, as pessoas sempre vão julgar sem conhecer, é claro que não são todas, mas a maioria não quer entender e não faz questão disso. Você tem grandes ideias e são muito boas, espero que você consiga realizar sua campanha com sucesso. :)

    ResponderExcluir
  15. Bom texto nath, infelizmente tem pessoas q sao ignorantes o bastante para nao querer compreender oq sentimos.

    ResponderExcluir
  16. Oi , aqui é o Appa astaroth hayashi tocheiro , gostei da postagem e concordo com voçe , isso é vdd , acontece isso muitas veses, gostei de mais da postagem ^^.

    ResponderExcluir
  17. Parabéns Pelo Post 👏👏👏👏👏
    Concordo plenamente com tdo que você mencionou.

    ResponderExcluir
  18. Parabéns Pelo Post 👏👏👏👏👏
    Concordo plenamente com tdo que você mencionou.

    ResponderExcluir
  19. Um chat para pessoas com ideações suicidas baseadas no filme suicide room
    suicideroom004.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Um chat para pessoas com ideações suicidas baseadas no filme suicide room
    suicideroom004.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. O mal das pessoas é querer julgar como se elas fossem perfeitas... Ninguém de verdade vai se importar com a dor que sentimos.. porque para eles é tudo drama, frescura, ou sei lá o que mais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. verdade, acabei de comentar , aqui , sou a elayne,. eu entendo como é isso , realemte , é uma realidade que doi.

      Excluir
  22. As pessoas acham q oq dizem n machuca...vc tem mta coragem de dizer isso ,mtas vezes as pessoas se cortam porq se sentem sufocadas cm TODA A PRESSÃO ...foi legal da sua parte :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, eu realmente entendo isso , da pior forma, eu acabei de comentar, faz tempo que vx comentou, não sei se vai ver isso aqui, mas meu comentário é o q assinei como elayne . é uma dura realidade :(

      Excluir
  23. Você tem toda razão Nath, eu li tudo e concordei com tudo que disse, sobre o filme, ~ ATENÇÃO SPOILER ~ eu assisti, e chorei (pakaaas...) um ótimo filme... por sinal deveria ter uma continuação, queria saber o que irá acontecer com os Suicides roons, apesar do foco ser o Domínik e a história dele ter acabado na parte 1 do filme... Enfim... 😍 boa sorte com o Blog, adorei a postagem... 😘

    ResponderExcluir
  24. Oii Nath, tudo bem? Gostei muito do tema do seu post...

    Eu era uma dessas pessoas que criticavam esse tipo de coisa (automutilação), até que entrei em depressão e comecei fazer o mesmo, hoje eu sei que pessoas assim precisam de ajuda e não de criticas...

    Sobre o filme "Sala Samobójców" ... realmente é muito legal, porém triste, mas é a realidade de muitos jovens atualmente...


    Bom, é isso.. adorei seu blog, te desejo muuuitissimo sucesso viu?

    Um grande beijo :-*

    ResponderExcluir
  25. Nossa.. Que profundo, sei beeeem como é ter depressão e alto mutilação... Tenho ambos os problemas... Sei como é quando alguém te ridiculariza pelo seus problemas, já me disseram que "nossa tu não tem nada melhor pra fazer não? Só fica ao daí fazer alguma coisa da vida" como se fosse fácil assim... Ou como se eu estivesse assim de propósito ou "Pra chamar atençao" como façam também �� realmente e foda conviver com isso...
    Bem amei o post parabéns mesmo sério.. Tu e foda bjs

    ResponderExcluir
  26. Oi
    Acabei de ler seu post, achei bom.
    Eu sofro de depressão, minha depressão é forte, eu me machuco como muitos fazem
    Mais não demonstro essa dor.
    Poucos me entendem.
    Só com duas pessoas que eu conto.
    Eu sofro de depressão
    Já sofri bullyng, de uma pessoa que eu achava que era meu amigo.
    Isso é um problema no ser humano
    Muitos se acham superiores a outros
    Eu já tentei suicídio várias vezes
    Mais nunca obtive sucesso
    Mais conheci uma pessoa que sabe entende minha dor
    Ele me ajuda

    "VOCÊ JULGA UM SER PELO O QUE ELE SENTE OU PELO O QUE ELE FAZ? "
    Essa é uma das minhas frases preferidas
    Mostra o que realmente o ser tem por dentro.

    ResponderExcluir
  27. Oi, Nath,
    Para começar, amei seu cabelo! Já pintei de azul o meu, gosto desse estilo..
    enfim, Eu também sofro de depressão, eu me sinto sozinha, me sinto idiota, não me agrado tanto com meu corpo, mas me sinto pior ainda quando me lembro que há pessoas que não tem alguma parte do corpo, ou se tem há algum problema
    Estou confusa pela minha sexualidade, sou muito nova? Eu sei. Amor não é como nos filme, que você conhece se apaixona casa tem filhos etc... Mas eu gosto de me envolver com garotas, e o pior é minha família, é saber o quanto sou rejeitada por isso, meus pais dizem que me amam de qualquer maneira, mas sei que se eu for mesmo homossexual eles não vão aceitar, penso nisso todos os dias, doí. Gostaria que essa dor acabasse de uma vez por todas, mas ela parece que só piora, e parece não ter fim, isso já foi motivo para eu me cortar - mas parei por que meus pais descobriram e me fizeram parar - faz com que eu me bata descontroladamente varias vezes ou seja, eu te entendo, claro que não faço isso para chamar atenção então sei como doí ouvir isso de alguém, estou disposta a ajudar em qualquer coisa que possa.
    xxS

    ResponderExcluir
  28. oi nath, eu sou an ae tenho 14 anos bom... achei q só eu me sentia assim , com medo das pessoas ... eu tenho depressão desde os 6 anos, no começo era só tristeza mesmo mas depois o tempo foi passando eu não me sentia bem ,todos me julgavam pelas minhas roupas (sempre de preto) , pelas musicas que ouço, por ser anti social, até pelo oq eu comia tanto q falavam que eu tinha anorexia, o tempo foi passando e eu só me destruindo até que entrei numa rede social chamada G+,é uma espécie de facebook lá encontrei pessoas que passaram pelo mesmo , em especia Lívia somos inseparáveis sendo separadas por um celular e computador , cada uma consola a outra quando a outra não esta bem , se ajuda ...é como se ela fosse minha irmã msm , ela sempre esteve lá quando até minha familia ma ignorou e tbm por mais q seja virtualmente eu encontrei a pessoa q sinto algo mais dq inexplicável e nisso essas pessoas , conseguiram me fazer feliz
    hj tomo até menos remédio q o comum

    ResponderExcluir
  29. oe meu nome é emilly tenho 16 anos, bom estou passando por momentos estranhos em minha vida , tenho depressão ..me trancava no quarto por meses ..minha mae achava que era coisa de adolescente querendo chamar atençao, mais com um tempo as coisas pioraram e hj vi que nao faz diferencia eu continuar vivendo nesse mundo
    estou com varias pessoas suicidas semana passada uma amiga se foi e hj é minha vez eu amo muitooo um garoto mais infelizmente nao vai ser possivel continuar esse momento romantico com ele nao falei tudo que tinha pra falar mais é isso gente ..adeus

    ResponderExcluir
  30. eu estou vivendo exatamente isso, quando assisti suicid room, parecia que estava me vendo no lugar do dominik , de certa forma, algumas coisas, mas eu sei como é se sentir assim, e todas noites antes de dormir , eu choro, trancada no meu quarto, deve estar pensando, nossa essa garota é tao problemática, eu sei , a maioria das pessoas pensam assim, ela é depressiva, ela quer chamar atenção , ela se corta, por que não se mata logo, as vezes penso nisso, suicídio ? por que não ?. acabar logo com essa droga de dor, que so aumenta . automutilação , desde 13 anos, pouco depois de ser diagnosticada com anorexia. hoje tenho 20 , sim ha 7 anos me corto, e tomo muitos remédios, também , mas já meu organismo já se acostumou. já tentei parar, mas parece cada vez pior parar. ha 3 meses fui diagnosticada com cancer terminal, por isso talvez eu tenha desistido de morrer, afinal, a morte vai vir de pouquinhos ne. é isso, obrigado por abrir esse espaço aqui, as vezes so queremos que alguém nos entenda. obrigada de coração ass: Elayne '-'.

    ResponderExcluir
  31. Mesmo sua postagem sendo antiga espero que você ainda tenha o pensamento que te fez escrever esse artigo, estava procurando frases sobre suicide room e achei seu blog que é maravilhoso por sinal, você pode não ter tido muita fama mas seus pensamentos são ótimos, queria mais pessoas como você no mundo, porque hoje em 2016 está cada vez piorando

    ResponderExcluir

Olá, ser (in)humano! Tudo bão?
Então, seje feliz e comente o que quiser! Só não vale ser preconceituoso, postar conteúdo indevido ou me encher de spam (eu tenho lotes para capinar, sabia?).
Caso tenha alguma pergunta sobre o post, pode comentar que eu responderei dentro de 24 horas. Mas, se quiser, pode me mandar um e-mail! Meu endereço é: nlbrustolin@hotmail.com
Divirta-se =D